segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Região: Hospital de Iguaí sob suspeita de cobrar “por fora” procedimentos do SUS

Nos últimos dias uma enxurrada de denúncias graves vem recaindo sobre o Hospital SOMAI de Iguaí, cidade do Médio Sudoeste da Bahia, que ficou fechado por muito tempo e foi reaberto precariamente em 2014.

Nas graves denúncias divulgadas nas redes sociais e através de uma ‘carta aberta’ de autoria de um grupo de médicos, o hospital SOMAI é acusado de “cobrar por fora” nos procedimentos do SUS, cooptar pacientes através de acordos escusos em outras regiões do Estado, só funcionar durante os fins de semana e realizar cirurgias complexas em um centro cirúrgico totalmente sucateado e em desobediências às normas sanitárias. Cerca de 100 cirurgias são realizadas por mês, nessas precárias condições, por médicos sem nenhuma especialização na área.

Em contato com a redação do Sudoeste Hoje, um conceituado médico da região relatou: “O Hospital SOMAI é um verdadeiro cacete armado que funciona sem observar as normas sanitárias, não paga em dia médicos e funcionários, faz cooptação de pacientes através de um assessor da prefeitura, que é técnico de enfermagem e se faz passar por médico, e cobra por fora nos procedimentos cobertos pelo SUS, o que é crime federal”, denunciou o médico.

Segundo os médicos que por lá passaram, o hospital não funciona durante a semana porque não paga aos profissionais, mas realiza uma quantidade enorme de cirurgias nos finais de semana alternados, em um esquema que frauda o SUS através da emissão fraudulenta de AIHs.

De acordo com os profissionais médicos, a unidade hospitalar já teria sido notificada pela Vigilância Sanitária, em decorrência das suas péssimas condições de higiene e o elevado risco de contaminação dos seus pacientes.

No esquema fraudulento montado no SOMAI, dizem os médicos, participam várias prefeitura da região, que estariam fazedo uma verdadeira lavagem de dinheiro com recursos do SUS, através do SOMAI, fraudando as verbas da saúde e enriquecendo políticos e médicos desonestos de Iguaí e da região. Uma verdadeira “máfia”, relatam os profissionais médicos, que já denunciaram todo o esquema de corrupção ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal.

Levando-se em conta a gravidade dessas denúncias, a casa pode cair a qualquer momento. // Por Davi Ferraz – Sudoeste Hoje