Frut Frios

MACARANI MOVEIS

MACARANI MOVEIS

quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

"Falar de volta às aulas com um aumento no número de casos e de mortes seria um suícidio", diz Rui Costa

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou, durante entrevista para Rádio Sociedade nesta quarta-feira, (27), que não deve dar início e nem permitir o retorno das aulas de forma presencial nas próximas semanas.

Costa afirma que o momento é de crescimento no número de contaminações e de óbitos provocados pelo novo coronavírus na Bahia. A Bahia está registrando uma média de 35 mortes por dia em janeiro, o número é o maior desde Outubro do ano passado. Com esse ritmo, explica Costa, a Bahia pode fechar o mês com mais de 900 mortes provocadas pelo novo coronavírus. 

“Em janeiro cresceu o número de óbitos. Eu não posso falar de volta às aulas com um aumento no número de casos e de mortes, seria um suícidio. Não posso fixar volta às aulas enquanto a pandemia estiver sem controle e em curva ascendente. Não podemos programar volta às aulas sob pena de colocar crianças, idosos e adultos em risco”, destacou o governador da Bahia. 

O chefe do executivo baiano explica que muitas crianças são criadas por avós e empregadas, maioria idosas, enquanto os pais estão trabalhando. Rui Costa ressalta que o retorno das atividades presenciais nos estabelecimentos de ensino devem acontecer quando os números voltarem a cair: “Vamos aguardar um pouco. Mais uma ou duas semanas os números caindo nós podemos voltar a tratar deste assunto. Minha posição é pelo retorno das aulas o mais rápido possível”