quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

TRABALHADORES DE EMPRESA ELÉTRICA SÃO MORTOS APÓS CORTAREM ENERGIA DA CASA DE CRIMINOSO


Dois trabalhadores foram executados após cortarem energia elétrica em um “local proibido”. Na manhã de terça-feira (15), João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, que são funcionários da Companhia Energética do Maranhão (Cemar), foram mortos no Sítio Natureza, nas proximidades do Maiobão, em Paço do Lumiar, região metropolitana de São Luís.

As vítimas foram assassinadas a tiros dentro do veículo, um Fiat Uno, de cor branca, com a logomarca da empresa, enquanto trabalhavam. A motivação do crime pode ter sido o corte da energia

na casa de um integrante da facção.

O suposto assassino "De menor"

Pablo Martin Silva, vulgo “De Menor”, de apenas 18 anos foi apontado por testemunhas como autor dos disparos que matou os dois funcionários da prestadora de serviços da CEMAR . Segundo informações, ele já responde por outros dois homicídios. De acordo com os registros da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, os crimes foram cometidos quando “De Menor” tinha apenas 15 anos, em 2015.

Por meio de nota, a Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informaram que acompanharão os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais que deverão identificar as causas que levaram ao homicídio. As empresas lamentaram o ocorrido e se solidarizaram com os familiares.