segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

SERVIDORES DO ESTADO RECLAMAM DOS JUROS ALTOS E INCERTEZAS DO CARTÃO ‘CRED CESTA’


Mesmo com a desativação total da Ebal, servidores do estado continuam recebendo o novo cartão CRED CESTA, que oferece diversas “facilidades”, menos as compras nas lojas Cesta do Povo, já que todas elas foram fechadas pelo Governo da Bahia.

Na verdade, o novo cartão da Cesta do Povo utiliza informações e dados cadastrais dos servidores da estado para oferecer crédito consignado a juros nas alturas, endividando ainda mais o funcionalismo público estadual, massacrado que foi pelo próprio governo, que não corrige os seus salários há 5 anos.

Confira o que diz um servidor do estado sobre o Cartão Cesta do Povo, através de comentário postado neste blog:

“Exceto a fatura, esse cartão cobra até pensamento, ou seja, qualquer operação feita com ele, é cobrado uma taxa, sem contar a anuidade que é caríssima. Em relação aos empréstimos, é um tiro no escuro, pois vc só fica sabendo o valor do montante a ser pago depois que faz o empréstimo, ou então vc solicita por telefone que, antes de contratar o valor desejado eles não informam porque afirmam não ter noção, mas dizem que pode levar até 60 meses. Ex: Se vc solicita 4 mil reais, vc pagará parcelas fixas na folha do seu contracheque de até 230 reais, porém vc não sabe em quantos meses, bem, com certeza não é coisa boa, não vejo transparência nessa negociação, mas pode falar melhor sobre isso quem já fez algum empréstimo nesse cartão. Desejo boa sorte para quem for querer se embolar. Maiores informações liguem para o 0800 729 0660.”

Quem opera mesmo essa agiotagem? O governo da Bahia ou algum apadrinhado?