SCHIN

SHOP DA CONSTRUÇÃO

SHOP DA CONSTRUÇÃO

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Francisco Carlos Barbosa Silva (PP) já tinha sido detido em agosto deste ano após ser flagrado com carro clonado, no extremo sul do estado…

Francisco Carlos Barbosa Silva (PP) já tinha sido detido em agosto deste ano após ser flagrado com carro clonado, no extremo sul do estado…
A Justiça determinou o afastamento do vereador Francisco Carlos Barbosa Silva (PP), conhecido como Chico do Hotel, em Itamaraju, no extremo sul da Bahia. A informação foi divulgada nesta terça-feira (30).

A determinação atendeu o pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA), que denunciou Francisco por utilizar o patrimônio do município em proveito dele e falsificar documentos públicos.

A decisão foi assinada pelo juiz Rodrigo Quadros de Carvalho e publicada no Diário Oficial da Justiça na segunda-feira (29).

Segundo o juiz, a conduta de Francisco Carlos causou irregulares e graves prejuízos ao município de Itamaraju, “em absoluta afronta aos princípios constitucionais da moralidade, probidade, honestidade e eficiência administrativa”.

O G1 tentou localizar a defesa de Francisco Carlos Brabosa Silva, mas, até a publicação desta reportagem, não conseguiu contato.
Carro clonado
Segundo a Polícia Civil, o vereador Chico do Hotel já tinha sido detido em 30 de agosto após ser flagrado com um carro cuja placa foi clonada, no centro do município. O corretor que vendeu o veículo para ele foi preso após a ação.


O carro foi encontrado depois que o dono do veículo original denunciou o caso. Conforme a polícia, o homem, que mora em Vitória, no Espírito Santo, suspeitou da clonagem após receber multas de Itamaraju, onde nunca tinha ido.

De acordo com a polícia, o vereador Francisco Silva contou que não sabia do crime. Ele foi ouvido e, em seguida, liberado.

Na época, o advogado do vereador, Filipe Zaniboni Nery, informou que o cliente foi vítima e que comprou o carro de boa-fé. De acordo com o advogado, o vereador comprou o carro financiado e confiou no vendedor.G1






















Nenhum comentário:

Postar um comentário