SCHIN

SHOP DA CONSTRUÇÃO

SHOP DA CONSTRUÇÃO

quarta-feira, 7 de março de 2018

Bahia tem menor número de mulheres no Congresso e 3º em PMs

Alice Portugal e Lídice da Mata são as únicas baianas no Congresso (Foto: Divulgação)

A Bahia é o estado com menor participação feminina no Congresso Nacional. Os dados são do estudo Estatísticas de Gênero: Indicadores Sociais das Mulheres no Brasil, divulgado pelo IBGE nesta quarta-feira (7), véspera da data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher. O IBGE destacou que a Bahia tem o menor percentual de mulheres ocupando cadeiras no Congresso Nacional, entre os 25 estados que tinham ao menos uma representante feminina entre deputadas ou senadoras, segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em 2017. Com uma mulher entre os três senadores - Lídice da Mata (PSB) e outra entre os 39 deputados - Alice Portugal (PCdoB), a Bahia somava dois parlamentares mulheres para um total de 42 cadeiras, o que representava 4,8%. Tocantins, com quatro mulheres entre as 11 vagas no Congresso Nacional (36,4%), Roraima e Amapá, cada um com três mulheres para 11 vagas (27,3%), eram os estados com maior participação feminina no Legislativo nacional. Por outro lado, Paraíba e Mato Grosso não tinham nenhuma representante feminina no Legislativo federal. A participação feminina na bancada baiana no Congresso (4,8%) ficava bem abaixo da média nacional (11,3%). No cenário internacional, o Brasil (com 10,5% de deputadas mulheres) ocupava, em dezembro de 2017, a 152ª posição entre os 190 países que informaram à União Interparlamentar (IPU, na sigla em inglês) o percentual de cadeiras ocupadas por mulheres em suas câmaras baixas (câmaras de deputados). Foi o pior resultado entre os países sul-americanos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário