SCHIN

SHOP DA CONSTRUÇÃO

SHOP DA CONSTRUÇÃO

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

PF não consegue coletar dados do celular de Lúcio Vieira Lima

A Polícia Federal não conseguiu acessar dados do celular iPhone 7, da Apple, de cor preta, apreendido na casa do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) no ano passado. A informação consta de um relatório que está em um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar a participação dele e do irmão, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, na ocultação e lavagem dos R$ 51 milhões encontrados em um bunker na cidade de Salvador. De acordo com o parecer do perito Fábio Caús Sícoli, do Instituto Nacional de Criminalística da PF, o aparelho estava bloqueado com um código que não foi quebrado. "Após exame do material, verificou-se que o aparelho estava bloqueado com código alfanumérico de usuário e que a versão do seu sistema operacional era a iOS 10.2.1. As ferramentas forenses atualmente disponíveis neste Instituto somente desbloqueiam dispositivos com a versão 7 do iOS, o que impossibilita, à época dos exames, o acesso ao conteúdo do aparelho sem que haja o fornecimento deste código de usuário", diz trecho de relatório. O perito sugeriu, então, que o celular seja enviado para um laboratório no exterior. No entanto, o delegado que conduz as investigações, Josélio Azevedo de Souza, não fez o pedido para a remessa. Se isso ocorrer, caberá ao ministro Edson Fachin, relator do inquérito, autorizar o envio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário