SCHIN

SHOP DA CONSTRUÇÃO

SHOP DA CONSTRUÇÃO

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Médico receita “diminuir o uso de celular” para tratar anemia

Um médico da cidade de São Raimundo Nonato (PI) receitou uma conduta incomum para uma criança de dez anos que se queixava de fraqueza e dores de cabeça: usar menos o celular.

A mãe da paciente, a autônoma Fernanda Silveira, contou ao UOL que levou sua filha Sofia por duas vezes à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) próxima de sua casa, e foi lhe foi pedida a realização de uma série de exames. “Ela estava sentindo fraqueza, enjoo, tontura, dor nos olhos e na cabeça”, conta.

Dois familiares de Fernanda levaram os exames para o doutor Francisco de Castro, 69, conhecido na região como Chiquinho, analisar. Sofia foi diagnosticada com anemia. “Ele viu que ela estava com anemia e ficou perguntando como ela estava. Foi atencioso, ficou procurando saber o dia a dia dela. Quando ele soube que ela ficava muito tempo na internet, dormindo tarde, acordando tarde, percebeu que o uso a mais do celular estava tirando a vontade dela [de fazer as coisas]”, explica a mãe.

Foi aí que Chiquinho decidiu colocar na receita a necessidade de que Sofia passasse a usar menos o celular. Fernanda ficou tão feliz com a recomendação do médico para a sua filha que ela decidiu postar a receita em sua página pessoal no Facebook. “Expus no Face para alertar as pessoas da minha cidade”.

O que Fernanda não esperava era que o seu relato fosse virar um assunto tão amplo. “Não imaginava não [a grande repercussão]. Sou conhecida aqui, botei para alertar as pessoas, mas não imaginava que ia ser tão grande. É um tema que tem que ser discutido e alertado”, diz.

Em contato com o UOL, o doutor Chiquinho explicou o que o fez colocar a recomendação do celular na receita. “Na verdade, eu fiz uma receita para um exame que ela mandou pra eu olhar. Tinha anemia leve e eu passei remédio. Só que quem trouxe exame foi a avó e um tio, que é padre. Eles estavam lamentando que a menina está viciada no celular, não estuda mais direito, não se alimenta. Como a mãe não estava, nem a filha, coloquei no rodapé da receita para diminuir o uso do celular pra ver se melhorava. Era só um recado para aconselhar a menina”, conclui.

Segundo Fernanda, o “recado” do médico deu certo. “Ela diminuiu o celular. Estou determinando horário pra ela usar. Ela está dormindo cedo, acordando para tomar café, almoçar, jantar. Hoje ela não está mais sentindo tontura como ela estava”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário