SCHIN

SHOP DA CONSTRUÇÃO

SHOP DA CONSTRUÇÃO

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Xanddy promete apoiar filha na carreira de cantora e arrisca provável ritmo que ela seguirá

Xanddy provou que o ditado "Filho de peixe, peixinho é" tem fundamento. A filha dele com Carla Perez, Camily Victória, já apareceu cantando uma música no novo DVD do Harmonia do Samba e deve seguir a profissão. E o cantor não poderia estar mais feliz com a decisão da primogênita. "Um dos maiores momentos da minha vida, da carreira, é ter minha filha cantando do meu lado. Fazendo um registro pra sempre, porque isso agora vai ficar pra eternidade, eu falei isso a ela. Eu acho que é o desejo de qualquer pai, seja advogado, seja de outro ramo, que seus passos [sejam seguidos], e receber de Deus um dom", admitiu, em entrevista ao Bahia Notícias. Questionado se ela pretende seguir a carreira, ele disse que sim, mas que quer garantir que ela tenha outras alternativas. "É o maior desejo da vida dela. No momento eu vou apoiar, instruir e direcionar ela o máximo que eu puder. lógico que, paralelo à parte artística e musical, eu quero muito que ela também tenha outra profissão. Porque a música, a arte em geral, é uma interrogação. Então para que ela esteja com uma base tão sólida". Mas Camily não deve seguir o ritmo que tornou os pais famosos. "Ih, aí eu não sei. Eu acho que vai rolar um pop. Ela tá muito R&B, hip hop, tá na modernidade total", avaliou Xanddy, aos risos. O vocalista do Harmonia esteve neste domingo (3) no Combina MPB, e contou um detalhe que muita gente não sabe: "A Flora [Gil, organizadora do evento] já tinha falado pra mim isso no Rio de Janeiro, há muito tempo, eu acho que nem tava certo de acontecer. E fiquei super feliz de ver ele realizado. Estou muito mais feliz e honrado por saber que tem um palco chamado 'Harmonia'. Muita gente não sabe, mas é em homenagem ao Harmonia do Samba. Eu fiquei tão honrado com isso, principalmente por saber que tem um palco chamado 'Melodia'. Eu achei isso fantástico". O cantor ainda parabenizou Flora pela ideia do festival. "A proposta é incrível, porque é fazer uma mistura de públicos mesmo, por isso que é 'Combina'. E eu acho que a MPB, a música mais clássica, o povo merece conhecer. Muita gente, inclusive a nova geração, não conhece direito. E isso é muito importante", defendeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário