sábado, 28 de outubro de 2017

Justiça suspende espetáculo que tem Jesus como travesti em Salvador


O espetáculo “Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, que seria apresentada na noite desta sexta-feira (27), no Espaço Cultural Barroquinha, no centro de Salvador, foi suspenso após uma decisão judicial.
O pastor e deputado estadual Sargento Isidório (Avante) entrou na Justiça para barrar a apresentação da peça teatral.
O deputado afirmou que sua ação foi aceita pela Justiça e comemorou a decisão. “Eu acho uma vitória do povo cristão, católico, todo mundo que respeita Jesus como filho de Deus e não concorda com essa meia dúzia de doentes mentais. Os homossexuais não estão sendo representados nessa ação. É uma falta de respeito usarem símbolos religiosos para certas ações que ofendem as pessoas”, explicou.
Antes da decisão, Sargento Isidório publicou um vídeo nas redes sociais em que disse que “Insinuar que o senhor Jesus, adorado por nós, é travesti, apelidando de rainha do céu, chega ao limite do desrespeito à fé cristã. Acionei a Justiça para não permitir esta vagabundagem, safadeza, vilipêndio, profanação contra o nome do senhor. Querem desconstruir a imagem moral e santa do senhor Jesus zombando cinicamente da nossa fé”.
Dirigido por Natália Mallo, o espetáculo foi apresentado na noite de quinta-feira (26), e é uma mistura de monólogo e contação de histórias em um ritual que traz Jesus ao tempo presente na pele de uma travesti. BNews