SCHIN

SHOP DA CONSTRUÇÃO

SHOP DA CONSTRUÇÃO

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Padre é afastado por suspeita de abusar sexualmente de adolescente no Norte de Minas

Um padre, de 52 anos, suspeito de abusar sexualmente de um adolescente, foi afastado de suas atividades como vigário de uma paróquia em Bocaiuva, região norte de Minas Gerais.

A Polícia Civil e o Ministério Público Estadual, de Montes Claros, que investigam o caso, já instauraram inquérito, que tem até trinta dias, a contar de semana passada, quando foi feita a denúncia, para se concluído. Ao todo, são 15 gravações que estão sendo analisadas pelas autoridades.

O arcebispo metropolitano de Montes Claros, Dom José Alberto Moura, afastou e suspendeu a ordem do religioso assim que tomou ciência do ocorrido, e não vai se manifestar sobre o caso até que as investigações sejam concluídas.

O padre, natural de Bocaiuva, estava como vigário da Paróquia do Senhor do Bonfim (padroeiro da cidade) por aproximadamente, 45 dias. Ele deverá se apresentar na quarta-feira (23) as autoridades para prestar depoimento. Procurado, o pároco da igreja não quis se manifestar.

Segundo informações do jornalista Paulo Brandão, responsável pelo jornal Bocaiuva em Notícias, a mãe do adolescente, de 17 anos, fez uma denúncia ao Ministério Público contra o religioso. Segundo a vítima, o assédio teria começado desde que o padre convidou o menino para um grupo de oração e em seguida, teria começado a provocá-lo sexualmente por telefone. A mãe resolveu gravar as conversas do padre, que, em apenas um dia, teria ligado 102 vezes para o garoto. Em uma das conversas, o religioso teria convidado o menor para “uma cervejinha e uma carninha” na casa dele. O estopim foi quando o padre teria oferecido dinheiro ao menor em troca de sexo. // Minas Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário