SCHIN

SHOP DA CONSTRUÇÃO

SHOP DA CONSTRUÇÃO

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

CIDADES DA REGIÃO PODEM EXONERAR CENTENAS (OU MILHARES) DE SERVIDORES CONTRATADOS NAS PRÓXIMAS SEMANAS.

A Crise por qual passa os municípios brasileiros não tem deixado de fora as cidades da Região do Médio Sudoeste. Em Várias cidades já tem ocorrido centenas de demissões, e a perspectiva é que o número de servidores contratados que irão ter os contratos reincididos possam aumentar ainda mais.
A Herança Maldita de Dividas deixadas por vários Ex Prefeitos de vários municípios e a folha de Pagamento do funcionalismo ultrapassando os 60, 70% da receita, tem obrigado os prefeitos numa difícil missão: ENXUGAR o Serviço Público, ou seja DEMITIR, ou os municípios irão se complicar ainda mais.
O ocorrido em Itambé, onde o PREFEITO EDUARDO GAMA de uma só vez demitiu grande parte dos servidores contratados, é visto como um exemplo e é a única solução possível para tentar buscar equilibrar as contas públicas.
Vários municípios da Região devem brevemente seguir o mesmo caminho e iniciar o enxugamento da folha de pagamento. São previstas centenas, ou até milhares, de demissões de servidores contratados em toda a região.
ITAPETINGA NÃO ESTÁ FORA DO RISCO
Em Itapetinga, o Prefeito RODRIGO HAGGE luta para evitar as exonerações, mas a missão que tenta realizar é praticamente impossível e, mesmo para um prefeito que busca gerar investimentos e


empregos na cidade, a palavra DEMISSÃO é um fantasma que está se tornando cada vez mais real e obrigatória, com isso não se sabe até quando o Prefeito irá conseguir evitar o problema.










Os prefeitos justificam a manutenção dos servidores contratados com o risco de certos setores serem paralisados caso ocorram a demissões: “Tem setores que não funcionam totalmente sem contratos emergenciais, como EDUCAÇÃO, SAÚDE, SERVIÇO SOCIAL E LIMPEZA PÚBLICA. Demitindo esse pessoal iremos ficar com os serviços deficitários.” Disse um prefeito da região ao blog Itapetinga Agora.
Agora é aguardar cenas do próximo capitulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário