quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

ITAPETINGA: PRESIDENTE DO SINDITATIBA É INVESTIGADA PELO MPF POR FRAUDE NO PROGRAMA “MINHA CASA MINHA VIDA”

Por Davi Ferraz
A partir de uma denúncia apresentada por um cidadão, o Ministério Público Federal em Vitória da Conquista abriu Procedimento Investigatório Criminal contra a servidora municipal Rita Adriana da Silva Reis, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Itapetinga e Região (SINDITATIBA), por supostas irregularidades na seleção de beneficiários do Programa ‘Minha Casa Minha Vida’, em Itapetinga.

Segundo a denúncia que está sendo apurada pelo MPF e pela Promotoria de Justiça local, Rita Adriana teria sido ‘agraciada’ com uma unidade do programa no Residencial 12 de Dezembro, mesmo possuindo outro imóvel na cidade, situado no bairro Primavera, que foi transferido às pressas para o nome de um filho, no intuito de burlar as exigências da Caixa Econômica Federal.

Para piorar ainda mais a sua situação, de acordo com a denúncia, a servidora e sindicalista teria alugado o imóvel no 12 de Dezembro, onde jamais morou, continuando a residir no centro da cidade, à Rua Otávio Rolim, 113, 1º andar, em Itapetinga, endereço por ela própria declarado ao MP, inadvertidamente, quando da sua defesa preliminar.

Há quem afirme ainda que o Programa Minha Casa Minha Vida em Itapetinga foi utilizado como instrumento eleitoral pelo grupo do ex-prefeito José Carlos Moura (PT), que teria favorecido amigos, parentes e correligionários, na seleção para entrega dos imóveis, desrespeitando critérios de renda e outras exigências do programa.

Outros casos “CABELUDOS”, já denunciados ao Ministério Público Federal, prometem vir à tona nos próximos meses. Aguardem!

CONFIRA NOTIFICAÇÃO DA PROMOTORIA: