segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

ITAPETINGA: AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE EFEITOS DA ESTIAGEM NA REGIÃO SUDOESTE


Nos últimos cinco anos, Itapetinga e todo o Sudoeste baiano têm enfrentado um ciclo de estiagem severa que trouxe como consequência a degradação de mais de 50% da área de pastagem e uma redução expressiva do rebanho. Preocupada com a situação dos produtores rurais e com o futuro econômico da região, a Prefeitura Municipal de Itapetinga organizou uma audiência pública para, junto a importantes entidades envolvidas com o setor, buscar possíveis soluções para amenizar os prejuízos causados pela seca.
Formaram a mesa de debates, o prefeito Rodrigo Hagge junto a Heraldo Rocha, Diretor do DNOCS – Departamento Nacional de Obras Contra a Seca; Márcio Pedreira, Professor da Uesb; Paulo Ferraz, representante da Abab; além dos deputados Lúcio Vieira Lima e Pedro Tavares, Éder Resende, representando o Sindicato Rural e os representantes do Banco do Brasil e Banco do Nordeste. Estiveram presentes ao debate prefeitos da região, representantes da Coopmac, Senar, Coopardo, Cooleite.
Ao iniciar os debates, Rodrigo Hagge falou sobre sua preocupação com a economia do município, por muitos anos sustentada pela pecuária, da necessidade de união entre prefeitos, sindicatos e cooperativas e de planos de ações efetivas para a convivência com a seca.
O longo período de estiagem vem maltratando nossos pastos, antes valorizados por todo o país. Pensando nisso, o professor da Uesb, Márcio Pedreira, falou sobre o impacto que a seca vem causando nas pastagens da região.Sobre o impacto econômico desse cenário na agropecuária, falou Paulo Ferraz, coordenador regional da Adab.
Seguiram-se falas sobre essencialidade de obras emergenciais, de união de produtores, cooperativa, sindicatos e sociedade organizada. O deputado estadual Pedro Tavares, deixou-se disponível para, junto com os produtores de Itapetinga e região, buscar soluções enérgicas para que os problemas da estiagem. Segundo ele, não basta arranjar maneiras de combater a seca, mas também de conviver com ela.
Ao final, o prefeito Rodrigo Hagge parabenizou e agradeceu a todos os presentes responsáveis pelo rico debate. Em seguida, formou uma comissão que buscará com as autoridades responsáveis soluções viáveis para a convivência saudável e sustentável com a seca. A comissão, responsável por enviar relatórios e fazer negociações amplas, foi formada por Caio Aguiar, representante dos produtores rurais;Márcio Pedreira, representante da Uesb; Marcelo Ferraz, representando o Sindicato Rural; Murilo Cardoso, representando as cooperativas e o prefeito Rodrigo Hagge.
Rodrigo afirmou que, para manter o título de Capital da Pecuária ele lutará incansavelmente para fomentar o agronegócio.