segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

ITAMBÉ: EDUCANDÁRIO CRISTO REI É MUNICIPALIZADO E PASSA A SER GERIDO PELA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO.

O PREFEITO EDUARDO GAMA, A SECRETÁRIA ALECCIENE CHAVES E A CHEFE DO NR 8 MARIA GENIRA PARTICIPARAM DA SOLENIDADE. 
Com 55 anos de Fundação o EDUCANDÁRIO CRISTO REI foi oficialmente MUNICIPALIZADO, passando a fazer parte das escolas geridas pela SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO de Itambé. A Portaria da Municipalização foi publicada no dia 03 de fevereiro, a solenidade de passagem da escola para o município ocorreu nessa sexta-feira (10), contando com a presença do Prefeito EDUARDO GAMA, da Secretária de Educação ALECCIENE CHAVES GUSMÃO, da chefe do NR 8 (ex DIREC 14) MARIA GENIRA MOTA e da Diretora da Escola MARILDA BRITO.
O Educandário Cristo Rei tem oferecido o ENSINO FUNDAMENTAL II (6º ao 9º ano), porém, é proposta do município ampliar a oferta para o Ensino Fundamental II. 
INCORPORAÇÃO DO MOZART – EVOLUÇÃO NA EDUCAÇÃO DE ITAMBÉ.
Na municipalização do Cristo Rei, está inclusa a incorporação da ESCOLA MOZART ANDRADE,
que passa a funcionar no colégio.
É latente a superioridade estrutural do Cristo Rei, com salas arejadas, corredores amplos, quadra de futebol para a prática da Educação Física... A Escola passa a enriquecer a Rede Municipal de Itambé.
CONHEÇA A HISTÓRIA DO EDUCANDÁRIO CRISTO REI
O Educandário Cristo Rei foi fundado em 1962 pelo Pe. Antônio Maria Polito e o Auxílio da Irmã Walkíria Alves de Amorim. A fundação do Colégio tinha o objetivo de acolher as filhas de mãe solteiras e oferecer-lhes uma orientação religiosa. O desejo do padre era oferecer a melhor escola com um ensino gratuito e preparar o aluno para Deus e para a sociedade.
A Congregação Voluntárias de Cristo Rei no inicio efetuou um convênio com o governo do Estado da Bahia para o funcionamento da escola. O Pe. Polito foi o primeiro diretor e a ir. Walkíria sua secretária.
Em 1964 a escola funcionou como internato para meninas da região e de regiões circunvizinhas, já em prédio próprio, doado por uma entidade alemã chamada ADVNEAT. As salas, os quartos e até a cozinha da casa serviam de sala de aula. Aos poucos foram compradas as propriedades envolta para ampliação dos espaços da escola, que foi tomando forma até ser o que é atualmente.
Os professores além de lecionar, serviam merenda, lavavam copos e limpavam as salas. Muitos professores não tinham um salário, recebiam apenas uma ajuda, outros eram voluntários. As religiosas que vinham morar na instituição e tinham condições de dar aulas o faziam. Dentre as primeiras professoras temos Tânia Teixeira, Mirian Teixeira, Aída e Mirna.
A instituição abrigava mais de quarenta internas. As estudantes da cidade permaneciam durante todo o dia na escola e à noite voltavam às suas residências, as internas só voltavam para suas famílias no período de férias. O internato funcionou por mais de 20 anos. Com o tempo a escola foi se abrindo para os homens.
Em 1969 o Governo do Estado nomeou como Diretora da Escola a Irmã Walkíria Alves de Amorim, que permaneceu na função por 37 anos, até a sua aposentadoria.
SITUAÇÃO FÍSICA DA ESCOLA
O Educandário Cristo Rei dispõe de quatorze salas de aula amplas, forradas e arejadas, uma sala de informática, um pátio coberto e outro sem cobertura, quadra poliesportiva e arquibancadas em um dos lados.
CONFIRAM FOTOS DA SOLENIDADE