segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Bahia: Militante do PT é morta pelo marido e enterrada no quintal

A professora e militante petista Sandra Oliveira foi morta e enterrada no quintal de casa pelo próprio marido, Jefferson Amaral do Carvalho, que depois jogou concreto sobre o local. 

O crime, que aconteceu na manhã do último sábado (28), em São Jorge dos Ilhéus (BA), foi denunciado pelos vizinhos do casal, que estranharam o buraco concretado no quintal de Jefferson e chamaram a Polícia Militar.

De acordo com informações da Polícia Militar, o suspeito ainda jogou concreto sobre a cova onde estava a vítima. Segundo a PM, o crime foi descoberto depois que vizinhos do casal viram o homem cavar o buraco e acionaram a polícia. 


Agentes da 68ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) estiveram no imóvel e o suspeito alegou que havia jogado concreto no quintal porque iria construir um banheiro, mas depois entrou em contradição e confessou o crime. Segundo a polícia, ele não explicou a motivação do assassinato.



Conforme a PM, os vizinhos que denunciaram o suspeito contaram que ele e a mulher costumavam discutir muito, e que ele batia nela durante as brigas. O homem foi conduzido para a 7ª Coordenação de Polícia Civil do Interior (Coorpin/Ilhéus), onde está à disposição da Justiça. O corpo da vítima foi removido da cova e levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus, onde será periciado.


Sandra, além de militante, era formada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e professora da Escola Vila Verde, a duas instituições também de Ilhéus. Muito querida por todos na cidade, logo após o crime, várias mensagens de condolências e indignação apareceram no seu perfil no Facebook. 



Informações: G1